Sunday, June 27, 2010

~


foto retirada de www.olhares.com (link de autor)

~

é tarde
e o dia vem chegando
com o vento frio
da noite
que é névoa-insónia
fundente
recobrindo o meu corpo
órfão no sentir-te
além do pensamento
que és (serás) tu só

Sunday, June 20, 2010

~

foto retirada de www.olhares.com (link)

~

é estilhaço
a cor que alastra
ante ébrio olhar
sobre a cidade

já não sei sentir
tudo quanto em mim
não morra
em saudade

-

perco

perco-me
pelos becos que falhei
e trago ardente
da água imprópria e pura
que é amar-te só

in memoriam


Manuscrito de José Saramago
Caderno de apontamentos para
"Memorial do Convento", 1982.
Arquivo Fundação José Saramago.

~

agita-se-lhes a vida
no incumprimento da verdade
e gritam e ferem
de olhos ardentes
desferindo ultrajes
comburentes
encobertos de nojo
e de saudade
que é a morte
e o apanágio silêncio
que oportuna lhes traz

~

assim concedo
à quietude
o honrar da alma
e ao silêncio
o respeito
por quem parte

~

estarás para sempre em nós

Monday, June 7, 2010

~

carlos froufe
retirado de www.olhares.com (link)

~

de súbito viés
cortando o tempo
lesto
que passou
uma tristeza
exaurindo
o pensamento

silêncio
desilusão

falha

palavra
ensurdecente muda
deste sentir
que não sei dizer